flower3.gif (3003 bytes)

INTRODUÇÃO

Esta é uma tradução das notas manuscritas do Dr. Hayashi acerca dos seus tratamentos de Reiki. É interessante notar como o discípulo de Mikao Usui tratava doenças variadas com o Reiki e é uma pena que esta informação tenha sido oculta a todos os praticantes de Reiki durante tantos anos.

Esta informação foi copiada de um post do newsgroup alt.healing.reiki, colocado por alguém que achou importante partilhar estas notas, com todos os terapeutas, independentemente do sistema ou ramificação do Reiki. Uma atitude que devia servir de exemplo para muita gente, nomeadamente para aqueles que continuam a manter o Reiki rodeado de segredos e misticismo, algo que nada tem a ver com o método - um método que na sua essência prima pela simplicidade.

Não é demais lembrar, e apesar destas notas do Dr. Chujiro Hayashi, que os praticantes de Reiki não fazem diagnósticos sobre quaisquer doenças e que, na maioria dos casos, a Luz Universal digire-se por si só, durante um tratamento normal, às zonas do corpo desarmonizadas energeticamente. Ficam, ainda assim, as notas do Dr. Hayashi, para os mais curiosos.


© Copyright, Sandra Ramos e Jorge A. Ramos


GUIA DE TRATAMENTOS
DO
INSTITUTO DE REIKI HAYASHI

Tradução de Renata Carvalho

hayashi.gif (32787 bytes)
Dr. Chujiro Hayashi


CAPÍTULO 1 - CABEÇA

1.   Cabeça; doenças do cérebro, dor de cabeça.

1.    Parte frontal da mandíbula, 2. têmporas, 3. parte posterior da cabeça e parte posterior do pescoço, 4. topo da cabeça.        
( nota ) O tratamento da cabeça pode ser incluído no tratamento de qualquer doença. Em caso de dor de cabeça deve tratar-se minuciosamente o local desta.
 
2.   Olhos; todos os tipos de doenças dos olhos, conjuntivite, tracoma, leucoma, miopia, triquíase, ptose, catarata, glaucoma ,etc.

1. Globos oculares, 2. cantos internos dos olhos, 3. cantos externos dos olhos, 4. parte posterior da cabeça.
( nota ) Mesmo que apenas um dos olhos esteja doente devem tratar-se sempre ambos. Tratar também os rins, fígado, útero e ovários.
 
3.   Ouvidos ; todos os tipos de doenças dos ouvidos , timpanite , otite externa , ruídos nos ouvidos , surdez parcial , etc.

1.    Canal auditivo , 2. depressão abaixo dos ouvidos , 3. saliência óssea atrás das orelhas , 4. parte posterior da cabeça.
(nota) Mesmo que apenas um dos ouvidos esteja afectado devem tratar-se ambos. Em caso de doenças subsequentes a constipações como a timpanite e a parotidite devem tratar-se os brônquios e a linfa hilar . Prestar também atenção aos rins , útero e ovários.
 
4.   Dentes

1.    Em caso de dor de dentes tratar a raíz do dente através do exterior.
 
5.   Cavidade oral

1.    Fechar a boca e tratar os lábios impondo-lhes as palmas das mãos.
(nota) ver doenças dos orgãos digestivos.
 
6.   Língua

1.    pressionar ou beliscar a parte afectada da língua, 2. tratar a base da língua através do exterior da boca.
(nota) se achar esta técnica difícil então pressione para a frente ambas as plantas dos pés.


CAPÍTULO 2 - DOENÇAS DOS ÓRGÃOS DIGESTIVOS

1.   Estomatite

1.    boca , 2. esófago , 3. estômago , 4. intestinos , 5. fígado.
 
2.   Candidíase

1.    boca , 2. língua , 3. esófago , 4. estômago , 5. intestinos , 6. fígado , 7. coração , 8. rins.
       (nota) para tratar a língua trate as plantas dos pés.
 
3.   Saliva
(nota da tradutora : não sei se este ponto não se referirá antes às glândulas salivares)

1.    boca , 2. base da língua , 3. estômago , 4. intestinos , 5. cabeça.
 
4.   Doenças do esófago ; estenose do esófago , dilatação do esófago , esofagite

1.    esófago , 2. cárdia  ( plexo solar ) , 3. estômago , 4. intestinos , 5. fígado , 6. pâncreas , 7. rins , 8. trocas sanguíneas.
( nota ) em caso de cancro do esófago o prognóstico na maioria dos casos não é muito bom
 
5.   Doenças do estômago ; gastrite aguda e crónica , atonia gástrica , dilatação gástrica , úlcera gástrica , cancro do estômago , gastroptose , dor de estômago de origem nervosa, dispepsia nervosa , espasmo gástrico

1.    estômago , 2. fígado , 3. pâncreas , 4. intestinos , 5. rins , 6. medula espinal , 7. trocas sanguíneas
( nota ) em caso de cancro  o prognóstico na maioria dos casos não é muito bom
 
6.   Doenças dos  intestinos ; catarro intestinal , obstipação , apendicite , verminoses , ileus , invaginação , volvo intestinal , hemorragia intestinal , diarreia

1.    estômago , 2. intestinos , 3. fígado , 4. pâncreas , 5. rins , 6. coração , 7. trocas sanguíneas , 8. vértebras lombares , 9.sacro
 
7.   Doenças do fígado ; congestão hepática , hiperémia , abcesso , esclerose , hipertrofia , atrofia , icterícia , cálculos na vesícula

1.    fígado , 2. pâncreas , 3. estômago , 4. intestinos , 5. coração , 6. rins ,7. trocas sanguíneas
( nota ) alguns dias após o tratamento os cálculos da vesícula partir-se-ão em bocadinhos espontâneamente e serão eliminados pelo organismo. Em caso de cancro do fígado o prognóstico na maioria dos casos não é muito bom.
 
8.   Doenças do pâncreas ; ptose , hipertrofia , etc.

1.    pâncreas , 2. fígado , 3. estômago , 4. intestinos , 5. coração , 6. rins , 7. trocas sanguíneas
( nota ) em caso de cancro do pâncreas o prognóstico ,na maioria dos casos , não é bom.

9.   Doenças do peritoneu

1.    fígado , 2. pâncreas , 3. estômago , 4. intestinos , 5. área do peritoneu , 6. bexiga , 7. coração , 8. rins , 9. trocas sanguíneas.
 
10.  Doenças do ânus ; hemorróidas , inflamação da área do ânus , feridas na zona do ânus , hemorróidas  com hemorragia , fístula anal , prolapso do ânus

1.    Parte afectada do ânus , 2. cóccix , 3. estômago , 4. intestinos .
( nota ) em caso de fístula anal fazer o mesmo tratamento que na tuberculose intestinal e pulmonar.


CAPÍTULO 3 - DOENÇAS RESPIRATÓRIAS

1.   Doenças do nariz ; catarro nasal agudo e crónico , catarro nasal hipertrófico e atrófico

1.    nariz , 2. garganta , 3. brônquios
 
2.   Empiema maxilar

1.    nariz ,2. depressão da maxila superior e frontal , 3. tórax ,4. garganta , 5. rins , 6. estômago , 7. intestinos , 8. trocas sanguíneas.
 
3.   Epistáxis ( hemorragia nasal )

1.    ossos nasais , 2. parte posterior da cabeça .
( nota ) se a menstruação estiver atrasada e houver hemorragia nasal trate o útero e os ovários
 
4.   Garganta irritada e amigdalite

1.    garganta ,2. amígdalas , 3. brônquios , 4. rins , 5. pulmões , 6. estômago , 7. intestinos , 8. cabeça.
( nota ) em caso de amigdalite tratar com cuidado os rins.
 
5.   Traqueíte e bronquite

1.    traqueia e brônquios , 2. pulmões , 3. estômago , 4. intestinos , 5. coração , 6.rins  7. cabeça. 
 
6.   Pneumonia e crupe catarral

1.    pulmões , 2. brônquios , 3. coração , 4. fígado , 5.  pâncreas , 6. estômago , 7. intestinos , 8. rins , 9. trocas sanguíneas.
 
7.   Asma ; aguda e crónica

1.    brônquios, 2. pulmões , 3. fígado , 4. pâncreas , 5. diafragma , 6. estômago , 7. intestinos , 8. rins , 9. cabeça , 10 . nariz , 11. coração
   (nota) em caso de crise aguda trate o paciente na posição de sentado
 
8.   Doenças do pulmão ; edema pulmonar , abcesso , tuberculose pulmonar , enfisema pulmonar

1.    área pulmonar , 2. coração , 3. fígado , 4. pâncreas , 5. estômago , 6. intestinos 7. bexiga , 8. rins , 9. medula espinal , 10. cabeça.
( nota ) se o paciente for do sexo feminino , independentemente da sua idade , tratam-se sempre o útero e os ovários. O tratamento das trocas sanguíneas é eficaz mas não deve realizar-se nos pacientes muito fracos e/ou muito doentes.
 
9.   Doenças da pleura ; pleuresia seca e húmida

1.    tórax em geral , 2. coração , 3. fígado , 4. pâncreas , 5. estômago , 6. intestinos , 7. rins , 8. trocas sanguíneas.


CAPÍTULO IV – DOENÇAS CARDIOVASCULARES

1.   Doenças do coração ; endocardite , doenças das válvulas cardíacas , vários sintomas do pericárdio, vários sintomas do coração , palpitações, angina de peito , etc

1.    coração , 2. fígado ,3. estômago , 4. intestinos , 5. pâncreas , 6. rins , 7. medula espinal , 8. trocas sanguíneas.
 
2.   Arteriosclerose ; aneurisma , asma cardíaca

1.    o mesmo que no anterior , 2. brônquios e área do tórax.


CAPÍTULO V - DOENÇAS DOS ÓIRGÃOS URINÁRIOS

1.   Doenças dos rins ; congestão renal, anemia, atrofia , esclerose , hipertrofia , abcesso , pielite , cálculos renais , urémia , filaríase, ( rim que vagueia ? “wandering kidney” no original ; Nota da Tradutora: desconheço o significado desta expressão )

1.    rins , 2. fígado , 3. pâncreas ,4. coração , 5. estômago , 6. intestinos , 7. bexiga 8. cabeça , 9. trocas sanguíneas.
 
2.   Cistite , retenção urinária , urémia , dor ao urinar , incontinência

1.    rins ,2. bexiga , 3. uretra , 4.próstata , 5. útero , 6. o mesmo que para as doenças dos rins.
       
3.   Enurese

1.    bexiga , 2. intestinos , estômago , rins , 5. medula espinal , 6. cabeça , 7.trocas sanguíneas.


GLOSSÁRIO

Elaborado por Renata Carvalho

A
Anemia cerebral – diminuição da irrigação sanguínea do cérebro.
Aneurisma – dilatação da parede de uma artéria com sua consequente fragilização.
Atonia gástrica – suspensão dos movimentos do estômago ; o estômago fica como que paralisado.

B
Béribéri – doença causada pela carência de vitamina B1

C
Candidíase – doença provocada pela levedura Candida albicans . Quando ocorre na cavidade bucal é designada popularmente por aftas ou sapinhos.
Catarro – tipo de inflamação em que há descamação das camadas superficiais de células duma dada mucosa acompanhada da produção de secreções anormais.
Cistite – inflamação e/ou infecção da bexiga urinária.
Congestão hepática – retenção anormal do sangue dentro do fígado devido a problemas circulatórios que dificultam a saída do sangue daquele orgão.
Coreia – doença do sistema nervoso caracterizada por movimentos  involuntários de certos orgãos.
Crupe catarral – infecção viral das vias respiratórias superiores com tosse e dificuldades respiratórias que podem ser graves.

D
Dispepsia nervosa – alteração da produção dos sucos gástricos de origem nervosa.
Doença de Grave – hipotiroidismo ; deficiente funcionamento da glândula tiróide.

E
Edema – acumulação anormal de líquido num orgão ou numa cavidade do corpo.
Empiema – acumulação de pús numa cavidade do corpo.
Endocardite – inflamação e/ou infecção do endocárdio (membrana que recobre internamente as cavidades e as válvulas do coração )
Enfisema pulmonar – destruição do tecido normal dos pulmões o que leva a dificuldades respiratórias sobretudo na expiração.
Enurese – emissão involuntária de urina durante a noite.
Esclerose – formação de tecido cicatricial em substituição do tecido normal de um dao orgão com perda da respectiva função . Normalmente é consequência de um processo inflamatório.
Escrófula – doença crónica geralmente hereditária que se manifesta por aumento dos gânglios linfáticos e tendência para inflamações graves da pele , mucosas , ossos , articulações com diminuição da resistência geral do organismo.
Esofagite – inflamação do esófago.
Espasmo gástrico – contracção súbita e violenta do estômago.
Espasticidade nervosa – Aumento do tónus dos músculos ; isto é aumento do seu grau de contracção.
Estenose do esófago – estreitamento do canal do esófago normalmente devida à formação de cicatrizes subsequentes a inflamações ou intervenções cirúrgicas.
Estomatite – inflamação e/ou infecção da cavidade bucal.

G
Gastrite – inflamação e/ou infecção do estômago.
Glaucoma – aumento da pressão dentro do globo ocular ,se não for tratada pode levar à cegueira.

H
Hiperémia – aumento do aporte sanguíneo a um determinado orgão.
Hiperidrose – excesso de produção de suor.
Hipertrofia – aumento do tamanho das células e dos orgãos.

I
Invaginação – processo desencadeado por uma anomalia dos movimentos intestinais em que uma porção de intestino se introduz dentro da porção que se lhe segue como se fosse um dedo dentro de uma luva.

L
Leucoma – opacidade branca no olho.

M
Meningite – inflamação e /ou infecção das meninges ( membranas que recobrem os orgãos do sistema nervoso central ).
Mielite – inflamação da medula espinal ou inflamação da medula óssea.

O
Orquite – inflamação e /ou infecção dos testículos.

P
Pericárdio – membrana em forma de saco que recobre o coração.
Peritoneu – membrana que recobre a cavidade abdominal e os orgãos nela contidos.
Pleura – membrana que recobre a cavidade torácica e os orgãos nela contidos.
Pleuresia – inflamação e/ou infecção da pleura .
Prolapso – saída de um determinado orgão  para fora da sua posição normal ; exemplo : prolapso rectal é a saída do recto para o exterior através do ânus .
Ptose – nos olhos refere-se a um descaimento da pálpebra superior por paralisia   dos nervos ; nos outros orgãos é o mesmo que prolapso.
Puerperal – relativo ao período pós- parto.